Vou contar para sua babá! Depoimento


Não que eu seja tão presente assim na vida dos meus filhos: trabalho, tento ler/estudar, cuidar de mim, ter meus projetos pessoais, desenvolver meu lado espiritual essas coisas que todas nós lutamos para manter depois dos pequenos.

Mas semana passada, levei meus filhos ao parquinho e minha filha chamou a coleguinha, que devia ter uns 4 anos, de bebê. A coleguinha prontamente virou para a Elisa e disse:
  


- Vou contar para sua babá. Aliás, você está de babá ou de mãe?

Primeiro: adorei o ´aliás´ que ela usou. 

Segundo: entendo que hoje muitas mães (como eu) tem que se dividir em várias pessoas e tarefas para dá conta de tudo que temos que dá. E, para mim, é muito importante que cultivemos nossos vários lados: mãe, esposa, amante, trabalhadora, estudante, filha, etc. É isso é fundamental para o homem também, cultivar e manter seus vários papéis, seus vários eus, mesmo depois dos filhos.

Sei também que há pais que não têm tempo de participar da vida do filho, a famosa terceirização da crianção dos filhos. Não estou aqui tratando desse ponto. Sei que ela existe, mas nesse caso específico, conheço a mãe dessa pequena e sei que ela trabalha 8h/dia. Diga-se de passagem eu só estava no parquinho numa plana terça-feira porque estava de férias naquela semana, rs. 

O que me chamou a atenção de fato foi a percepção da criança. Ela já internalizou que nem todo o tempo as outras crianças estão com a mãe ou com o pai apenas; que uma hora elas podem estar com a babá, como avô, com o tio. E que todos eles vão cuidar bem e adequadamente dela.

Vejo isso como um ótimo sinal: para nós, mães, porque teremos menos culta enquanto estamos em outros papéis que não seja o de mãe; e para os pequenos porque crescem sabendo que eles não são o centro de nossas vidas, apesar de serem muito importantes. 

E sigamos em busca do equilíbrio de papéis e que isso não seja percebido pelos pequenos como ´ausência´ ou ´sou menos importante para minha mãe´. 


beijos e beijos,

Cidália Sant'Ana

Nenhum comentário

Postar um comentário