Vou contar para sua babá! Depoimento

Nenhum comentário

Não que eu seja tão presente assim na vida dos meus filhos: trabalho, tento ler/estudar, cuidar de mim, ter meus projetos pessoais, desenvolver meu lado espiritual essas coisas que todas nós lutamos para manter depois dos pequenos.

Mas semana passada, levei meus filhos ao parquinho e minha filha chamou a coleguinha, que devia ter uns 4 anos, de bebê. A coleguinha prontamente virou para a Elisa e disse:
  


- Vou contar para sua babá. Aliás, você está de babá ou de mãe?

Primeiro: adorei o ´aliás´ que ela usou. 

Segundo: entendo que hoje muitas mães (como eu) tem que se dividir em várias pessoas e tarefas para dá conta de tudo que temos que dá. E, para mim, é muito importante que cultivemos nossos vários lados: mãe, esposa, amante, trabalhadora, estudante, filha, etc. É isso é fundamental para o homem também, cultivar e manter seus vários papéis, seus vários eus, mesmo depois dos filhos.

Sei também que há pais que não têm tempo de participar da vida do filho, a famosa terceirização da crianção dos filhos. Não estou aqui tratando desse ponto. Sei que ela existe, mas nesse caso específico, conheço a mãe dessa pequena e sei que ela trabalha 8h/dia. Diga-se de passagem eu só estava no parquinho numa plana terça-feira porque estava de férias naquela semana, rs. 

O que me chamou a atenção de fato foi a percepção da criança. Ela já internalizou que nem todo o tempo as outras crianças estão com a mãe ou com o pai apenas; que uma hora elas podem estar com a babá, como avô, com o tio. E que todos eles vão cuidar bem e adequadamente dela.

Vejo isso como um ótimo sinal: para nós, mães, porque teremos menos culta enquanto estamos em outros papéis que não seja o de mãe; e para os pequenos porque crescem sabendo que eles não são o centro de nossas vidas, apesar de serem muito importantes. 

E sigamos em busca do equilíbrio de papéis e que isso não seja percebido pelos pequenos como ´ausência´ ou ´sou menos importante para minha mãe´. 


beijos e beijos,

Cidália Sant'Ana

Posso ajudar?

Nenhum comentário
Oi mãesocas, tudo bem com vocês? Por aqui está tudo ótimo. Esse post aqui é para contar uma novidade que eu acho (assim espero, rs) irá agradar.


Sempre recebo perguntinhas por e-mail e adoro verdadeiramente quando isso acontece. O que faço aqui no bloguito é com todo o carinho e gosto muito de interagir com vocês que me acompanham.

Então, resolvi dedicar mais um tempinho para responde [e pesquisar] sobre as dúvidas de vocês e criar uma coluna chamada


Algumas mães me escrevem perguntando a minha opinião sobre determinado assunto, outras como eu fiz para lida com aquela situação e, outras tantas, querem tirar dúvidas sobre saúde, educação e comportamento. Nos primeiros casos eu mesma respondo porque, como está escrito ai no meu perfil, tudo aqui é a ciência da minha própria experiência. Mas, o que eu não souber responder, sobre saúde, dentes e educação por exemplo, vou procurar um profissional bem bacana da área relacionada ao assunto e perguntar para ele. Assim, todas nós ficamos conhecendo a resposta, que pode ser a dúvida de muitas outras mãesocas, não é mesmo?

Então, o que gostariam de saber? Quais suas dúvidas? Suas angústias? Aflições? Soluções? Sugestões?

Se não quiser se identificar no e-mail, fique à vontade, não tem problema algum. Só peço a permissão para pulicar sua pergunta e a resposta. J

Mande para mim suas dúvidas que eu corro atrás (bem rapidinho, prometo) das respostas, combinado? Vou adorar! O e-mail do bloguito é o praquememae@gmail.com.

beijos e beijos,
Cidália Sant’Ana

Indicação de livros para os pais

Nenhum comentário

Essa será minha próxima leitura, meninas. Ouvi falar dele aqui nessa reportagem do site Pais & Filhos.  



Meus pequenos ainda são bem pequenos (6 e 3 anos), mas já fazem um drama danado na hora de fazerem as tarefas de casa.

Logo pensei: tenho que ler sobre o assunto para saber como lidar com isso. Sim porque no caso deles está no DNA: também dava um trabalhão para minha mãe querida quando o assunto era estudo. Foi ai que me deparei com a reportagem e já coloquei o livro na minha lista de para-ler-ainda-este-ano, que já tem 8 livros.

As autoras, Roberta Bento e Taís Bento, que são mãe e filha, lançaram o livro semana passada (27/07) com dicas práticas explicando como a gente pode ajudar nossos filhos a sentirem prazer em aprender coisas novas, tudo isso baseado em conceitos da neurociência cognitiva.
  
O livro faz parte de uma série de três ações que foram pensadas para levar aos pais as mais recentes descobertas da neurociência cognitiva – ou – sendo bem direta, como o cérebro aprende.

A primeira das ações é uma série em vídeo, que apresenta dicas a famílias, sobre como melhorar a relação dos filhos com os estudos.

Esse trabalho foi a semente para a segunda ação: o site “Socorro, meu filho não estuda!”. Lá elas apresentam dicas, escritas de forma direta e simples, sobre como a vida dentro de casa impacta a relação de crianças e adolescentes com o estudo.

A base de todas as dicas – tanto nos vídeos como no site – é sempre o resultado das mais recentes pesquisas sobre como o cérebro funciona e o impacto que a vida moderna tem no processo de assimilação e aprendizagem, seja de conteúdo ou formação de hábitos. 
  
Se vocês tiverem curiosidade, clique aqui e leia a reportagem na íntegra. Vale à pena.

Depois que terminar a leitura (o que pode demorar por causa dos livro que já estão na frente, rs), volto e faço uma resenha bem resumidinha para vocês, combinado?


beijos e beijos,

Cidália Sant’Ana

É hoje: DIA DOS PAIS

Nenhum comentário
E para homenagear nossos queridinhos, preparei um vídeo bem curto e fofinho:


Obrigada por fazerem parte da nossa formação.

P.s.: beijão bem grandão, pai! :)

beijos e beijos,
Cidália Sant’Ana

7 dicas de como se vestir bem - homens

Nenhum comentário
Meninas, mais uma dica em homenagem ao dia do pais. Essa daqui é para dá aquele empurranzinho no futuro estilo mais elegante do seu maridão, rs. Sim, porque gostamos mesmo de homens bem vestidos e elegantes. 


♥ O QUE É SE VESTIR BEM? 



Vamos começar bem do começo. Alguns homens ainda tem a impressão que se vestir bem é usar roupas espalhafatosas, caras, ou até mesmo peças em que eles se sintam desconfortáveis. Pura besteira. Se vestir bem é estar feliz, se sentir bem e agradável com o que está vestindo. Para isso, você deve encontrar no mercado algo que esteja no tamanho certo, na cor que combine com você e no estilo que transpareça quem você é.


♥ ITENS BÁSICOS PARA O SEU GUARDA-ROUPAS

Para começar existem certos itens básicos que você precisa ter em seu guarda-roupas para se vestir bem. Eles podem ser combinados entre si e garantir que você esteja com o visual adequado para as mais diversas ocasiões. São eles: Camiseta básicas preta e branca Camisa polo Camisa social branca Camisa xadrez Calça social Calça jeans Blazer Sapato social



♥ USE AS ROUPAS NA MEDIDA CERTA



Não adianta comprar as roupas mais incríveis do mundo e usá-las de qualquer jeito. Lembre-se sempre de ajustar o tamanho das suas roupas. Principalmente a barra das calças, mangas e cintura de suas camisas. Tome muito cuidado também para não comprar as roupas no tamanho errado. Tanto largo demais, como justo demais, ficam estranhos no corpo. Foque no tamanho certo.


♥ USE ROUPAS QUE VOCÊ FIQUE CONFORTÁVEL



Não adianta nada você vestir um blazer com lenço no bolso se você não se sente confortável com aquela roupa. Se vestir bem não está só nas peças de roupas, mas na sua relação com elas. Se você não consegue aprovar seu visual, você não vai passar uma aparência natural para as pessoas ao seu redor. Vista apenas roupas que te deixem bem.


♥ SAIBA COMO E QUANDO USAR BERMUDA



Dá sim para usar bermuda de uma maneira um pouco mais sóbria e séria. Claro, que existem ocasiões e ocasiões para usar a peça. Opte por ela em ocasiões mais despojadas, dias mais quentes e eventos ao ar livre. Para te dar um visual mais sério, evite bermudas de surf ou com estampas muito chamativas. Foque em peças mais sóbrias com um comprimento na altura dos joelhos.


♥ EVITE TÊNIS DE CORRIDA

Tênis de corrida são ótimos para praticar esportes ou para fazer academia. Se você for sair para algo um pouco mais sério, evite. Aposte em mais em sapatos, botas, sidewinders e outros itens que dão todo um outro tom para o seu visual. 



♥ APOSTE EM ACESSÓRIOS


Você também pode completar seu visual com outros elementos. Quando bem utilizados, cinto, pulseiras, bolsa carteiro, sapatos, relógios, entre outros, dão todo um outro tom para o seu visual. Invista neles. 



fonte: manualdohomem.com.br

Estilo: relógios, qual usar e quando?

Nenhum comentário
Mais uma dica da série ESTILO para dá aquele trato no look do maridão/pai/gato/tudo de bom, kkk.  

O relógio também é um acessório que pede uma espécie de cartilha para o uso. Existem as melhores ocasiões para cada estilo, os modelos mais adequados de acordo com a sua idade e você precisa ficar atento a essas recomendações.


Preparamos uma lista para você não errar na hora de escolher o relógio e fazer dele não apenas mais um acessório, mas dar a ele sua devida importância na montagem do seu visual.


♥ TRABALHO


No ambiente de trabalho, a melhor opção é apostar no clássico. Relógios de metal na cor prata e analógicos são excelentes para a ocasião, que pede mais seriedade nas escolhas do visual. Mesmo se o seu trampo for mais descontraído, não exagere no que vai colocar no pulso. Evite relógios gigantes e com muitos mostradores, ninguém precisa saber a velocidade dos ventos ou a qualidade do ar. Pulseiras de couro para usar com roupa social também são interessantes, especialmente para homens mais velhos. 


♥ OUTRAS OCASIÕES FORMAIS


Em outros ambientes formais, também é melhor apostar nos relógios mais tradicionais. Contudo, em situações formais mas ao mesmo tempo sociais, como casamentos e festas por exemplo, você pode se diferenciar um pouco. O item na cor do seu traje fica legal, especialmente se forem cores mais neutras como o preto, cinza ou azul. Fique atento à cor do cinto e outros acessórios pois pode ser uma boa combinar o relógio com eles. Aposte também em relógios menores.


♥ ESPORTES


Obviamente você não vai fazer sua corrida com um relógio de metal ou aço. Para a prática esportiva, relógios coloridos e de borracha são bem aceitos. Não há “restrições” quanto à idade no uso do item para os exercícios físicos. Nesse tipo de ocasião os diferentes mostradores e dispositivos podem tornar o seu exercício melhor. O mostrador digital encontra no esporte seu melhor ambiente.


♥ BALADA E AMBIENTES INFORMAIS


Para a balada ou ambientes mais informais o relógio pode ser um pouco mais descolado, com mostradores maiores, digitais, pulseiras diferentes, cores um pouco mais chamativas… No caso de homens mais velhos, procure não ser tão ousado, o que não significa que precisa usar necessariamente o clássico. Em relação às pulseiras, evite aquelas que parecem um cinto enrolado no pulso. É melhor ter uma pulseira mais discreta no relógio e comprar uma outra legal que possa acompanhar, mas separada da peça.


Agora é só escolher a ocasião e presentear, né meninas?

beijos e beijos,

Cidália Sant'Ana

Estilo: qual gravata combina com seu tipo físico?

Nenhum comentário
Ei, meninas. Que tal dá um trato no look do maridão? Sei que tem muitos pais super ligados nesse negócio de estilo, mas alguns acabam se esquecendo de dá uma caprichada no visual, né, sabemos disso?

Outros não sabem como fazer, combinar a gravata com o cinto, e com a meia, e com o sapato.... muita informação para eles né, meninas? E quem não gosta do maridão bem produzido? Um gato, todo elegante? Ahhh, todas nós!

E quer melhor dia melhor para dá aquela sugestão de moda, estilo, beleza sem parecer chata que o dia dos pais? É como fosse um ´fica a dia´

Para ajudar, selecionei alguns artigos bem legais de blogs específicos para homens e durante toda essa semana vou postar um por dia. Cada dia será sobre um assunto diferente. O de hoje é gravata.

A escolha de uma gravata não pode simplesmente acontecer de maneira aleatória. Existem modelos que são melhores para ocasiões específicas e também não é toda gravata que combina com determinados biotipos, então você tem que ficar ligado. Basicamente são quatro os tipos de gravata mais utilizados, cada uma com sua característica e situações mais adequadas: standard, slim, borboleta e ponta reta. Conheça os modelos e saiba qual a melhor para você. 



♥ STANDARD


A gravata standard é a mais tradicional, geralmente feita de seda e é o modelo mais largo entre todas. Ela serve para todos os tipos físicos e para todas as ocasiões mais formais, como o dia a dia do ambiente corporativo, convidado de casamento, figuras políticas… Situações que exigem visual mais clássico.


♥ SLIM

acho um charme essa gravata

O modelo slim, ou skinny, é a gravata fina. Não é recomendada para homens mais gordinhos ou caras fortes, pois a largura das camisas e outras peças deixará a gravata com a impressão de ser ainda mais fina, praticamente um risco no meio do corpo. A slim é boa para ocasiões mais descontraídas e não precisa ser usada apenas com camisa lisa e terno, ainda que exija classe na montagem. Pode acompanhar uma camisa xadrez com calça jeans, por exemplo. 


♥ BORBOLETA


A gravata borboleta geralmente acompanha o traje de gala em ocasiões como casamentos, formaturas e premiações. No dia a dia é mais raro de usar e acaba tornando-se um risco, ainda que alguns homens usem em visuais bem descolados, com camisas xadrez, calças de sarja e outras peças. Porém, o melhor a se fazer é manter a gravata borboleta para situações formais específicas. Se o convite do evento não pede sua utilização e você não foi avisado por ninguém, aposte na standard mais tradicional ou na slim.


♥ PONTA RETA



Calma, ninguém pegou a tesoura e cortou a ponta da gravata. A ponta reta é um estilo que voltou a fazer parte do universo masculino depois de um tempo sumido do mercado. Normalmente são feitas de tricô e têm formato mais fino. Fica legal com camisa xadrez, camisas lisas e em visuais sem terno ou que não peçam um terno tradicional (aí a melhor escolha é a standard). Para os caras mais magros, o formato fino é melhor. Para os mais gordinhos, procure alguma que seja mais larga e não ofereça o mesmo risco que a slim.

♥ fonte: www.manualdohomemmoderno.com.br

Agora sim... Amanhã tem mais!


beijos e beijos,

Cidália Sant'Ana

Origem do dia dos pais + presentes

Nenhum comentário


Siiimmm... ele está chegando! E você sabe qual a história por trás do dia dos pais? Não? Deixa eu te contar, então: 




A história mais conhecida em comemoração ao dia dos pais é a de William Jackson Smart, um ex-combatente da guerra civil que perdeu sua esposa quando os seis filhos eram ainda bem pequenos, criando-os sozinho. Sua filha Sonora Smart resolveu homenageá-lo, no ano de 1909, em razão da admiração que sentia, por este ter dedicado sua vida aos filhos e ter conseguido criá-los muito bem. A data escolhida foi a de nascimento de Willian, dezenove de junho.
Aos poucos a data passou a ser difundida a outras famílias da cidade onde moravam, no estado de Washington, sendo espalhada por todo país, até que o presidente (USA) Richard Nixon tornou-a oficial.
A data passou a ser comemorada no Brasil a partir de 1953. Várias entidades da imprensa se juntaram a fim de promover um concurso onde homenageariam três tipos de pais: o pai com maior número de filhos, o pai mais jovem e o pai mais velho. Os vencedores foram um pai com trinta e um filhos, um pai de 16 anos e um pai com 98 anos.
                                                                            ♥

Uma graça né gente?? Adoro essas histórias... Ela cabe direitinho num cartão lindo feito pelas crianças, que tal?
lindas tags para usar no seu presente

Para acompanhar o cartão, um presente! Dá uma olhada nessas ideias:


Para quem não gosta muito de comprar presentes nessa data, por achar uma data comercial e tudo mais, aqui vão algumas sugestões de programas para se fazer juntinho com o papai:

 Café da manhã na cama

♥ Passeio no parque
♥ Almoço num restaurante
♥ Assistir o jogo de futebol com petiscos e bebidas
♥ Churrasquinho em família
♥ Tirar um cochilo longo depois do almoço
 Ir ao shopping fazer compras (brincadeirinha, kkk)


E você, o que preparou para o maridão, hein? Me conte...

beijos e beijos,
Cidália Sant'Ana