Babá ou creche em período integral?



Recebo muitas perguntas de mães praticamente se culpando porque têm que trabalhar o dia todo e/ou não têm com quem deixar (mãe, sogra) os filhos e são obrigadas a deixá-los na escola em período integral. E são sempre os mesmos argumentos: ´tadinhos, eles ficam muito cansados... o dia todo na escola´. Olha, acho que tenho uma opinião particular a esse respeito.




Meu posicionamento é a favor da creche em período integral (até quando você puder/quiser e/ou achar necessário). 

Primeiro porque você precisa trabalhar fora de casa (então não se culpe, isso é bom). Nem todo mundo tem mãe ou sogra por perto para ajudar. Segundo porque seu filho estará mais bem assistido em uma escola do que em casa (minha avaliação).

Explico:

- geralmente os cuidados nos pequenos nas escolas ficam a cargo de pedagogas ou estagiárias que estão cursando pedagogia. Será que você encontraria uma pessoas com esse preparo para trabalhar exclusivamente na sua casa e com seu filho? E se encontrasse, quanto isso custaria?

- na escola há muitas atividades: esmagar frutinhas, trabalhar com massinhas, pintar telas, experiências (plantar feijão, fazer hortinhas, etc.). Será que uma babá faria todas essas atividades que a escola proporciona (ou pelo menos a maior parte delas)?

- a escola começa a introduzir algum conhecimento dirigido: ensinam as vogais, os números de 0 a 10, nome dos animais, estações do ano, a letra inicial do nome da criança (estou me referindo a creches com crianças até 3 anos, depois são outros conteúdos). Será que uma babá faria isso? E de que maneira?

Sem falar que na escola a criança tem outras crianças para interagirem, enquanto que em casa seu convívio será limitado à babá e a outros pequenos apenas no momento pontuais, como o parquinho.

Não sou contra as babás, pelo contrário. Existem anjos que ajudam muitas mães a criarem seus pequenos, e o fazem com muito carinho. Há babás que ficam na família e acabam cuidado até de duas gerações. O que estou dizendo é que se você, mãe-que-precisa-trabalhar-fora-de-casa (e que não tem dim dim para pagar uma babá em tempo integral, porque é caro, gente!) e que não tem outra opção a não ser a escola em tempo integral, não se culpe: seu filho não sofrerá ficando na escola o dia inteiro. Ele estará bem assistido, fazendo atividades divertidas, vai tirar um cochilo, ou seja, não será um sacrifício para eles nem cansativo, então não precisa se culpar. Escolha uma escolinha que te atenda e faça uma boa adaptação com seu pequeno (isso é bem importante).

 
Seria ótimo que a nossa licença maternidade fosse de três anos (ou será que ficaríamos loucas? rs...), como no Canadá, mas não é. Então, temos que pensar que estamos fazendo o nosso melhor... até porque acredito que estamos mesmo.

bjm,
Cidália

Nenhum comentário

Postar um comentário