Calendário 2015 para impressão

Nenhum comentário

Oi meninas, tudo bem? 


Pois é, sei que já havia me despedido e tudo mais, mas finalizei uma coisa que queria muito fazer ainda este ano: o calendário de 2015 para imprimir.



Fiz desse jeitinho porque acho bem prático ter um espaço para anotar os compromissos do dia. Não sou muito fã daqueles calendários apertadinhos porque não dá para anotar nada! 

Costumo ter um desses em uma parede bem visível da minha cozinha, assim tenho uma visão geral do mês.

De presente, criei um espacinho especial para você escrever qual a sua meta naquele mês. Eleja no máximo duas metas a serem alcançadas e as faça! No final do ano (a apressada, rs), você terá realizado 24 coisinhas que estava planejando há tempo. Vai ver que sensação ótima!

Então, sem mais enrolações, clique aqui para baixar o calendário mês a mês.

Boas festas!

bjm,
Cidália

Boas festas!

Nenhum comentário

Já é Natal e eu ainda não cumpri minha metas de 1983???? Como assim????
kkkkk



Minha belas, estou saindo de férias (urrruuuuu, #maetambemmerece) e gostaria de dizer que estarei nessa situação chata até o dia 09/01/2015. Vou curtir a família, as crianças em tempo integral e tentar não enlouquecer com as aprontações desses anjinhos e tudo mais, rs

Então, o recadinho de hoje é puro agradecimento. Agradecer a todas minhas belas leitoras que estão sempre aqui, ou no face, lendo e curtindo o blog. Neste ano, consegui me organizar para tirar do papel esse projeto que já é meu xodó. 

Durante esse período, farei uma retrospectiva na fanpage com os posts mais acessados durante 2014. Caso você tenha perdido alguma dica, essa é a hora de recapitular.

Vou aproveitar também para preparar algumas coisinhas muito legais para o ano que vem, estou cheia de ideias: sorteios, entrevistas, brindes, vídeos, lojinha... preparem-se porque 2015 será cheio de novidades aqui no blog.

Por hora quero desejar a todas BOAS FESTAS (adoro dizer isso no fim de ano), festas cheias de amor, comida, sorrisos e, claro, familiares.

E que 2015 seja uma ano realmente NOVO para todos.


Desenho feio pelo meu filho, 5 anos


bjm,
Cidália

Babá ou creche em período integral?

Nenhum comentário


Recebo muitas perguntas de mães praticamente se culpando porque têm que trabalhar o dia todo e/ou não têm com quem deixar (mãe, sogra) os filhos e são obrigadas a deixá-los na escola em período integral. E são sempre os mesmos argumentos: ´tadinhos, eles ficam muito cansados... o dia todo na escola´. Olha, acho que tenho uma opinião particular a esse respeito.




Meu posicionamento é a favor da creche em período integral (até quando você puder/quiser e/ou achar necessário). 

Primeiro porque você precisa trabalhar fora de casa (então não se culpe, isso é bom). Nem todo mundo tem mãe ou sogra por perto para ajudar. Segundo porque seu filho estará mais bem assistido em uma escola do que em casa (minha avaliação).

Explico:

- geralmente os cuidados nos pequenos nas escolas ficam a cargo de pedagogas ou estagiárias que estão cursando pedagogia. Será que você encontraria uma pessoas com esse preparo para trabalhar exclusivamente na sua casa e com seu filho? E se encontrasse, quanto isso custaria?

- na escola há muitas atividades: esmagar frutinhas, trabalhar com massinhas, pintar telas, experiências (plantar feijão, fazer hortinhas, etc.). Será que uma babá faria todas essas atividades que a escola proporciona (ou pelo menos a maior parte delas)?

- a escola começa a introduzir algum conhecimento dirigido: ensinam as vogais, os números de 0 a 10, nome dos animais, estações do ano, a letra inicial do nome da criança (estou me referindo a creches com crianças até 3 anos, depois são outros conteúdos). Será que uma babá faria isso? E de que maneira?

Sem falar que na escola a criança tem outras crianças para interagirem, enquanto que em casa seu convívio será limitado à babá e a outros pequenos apenas no momento pontuais, como o parquinho.

Não sou contra as babás, pelo contrário. Existem anjos que ajudam muitas mães a criarem seus pequenos, e o fazem com muito carinho. Há babás que ficam na família e acabam cuidado até de duas gerações. O que estou dizendo é que se você, mãe-que-precisa-trabalhar-fora-de-casa (e que não tem dim dim para pagar uma babá em tempo integral, porque é caro, gente!) e que não tem outra opção a não ser a escola em tempo integral, não se culpe: seu filho não sofrerá ficando na escola o dia inteiro. Ele estará bem assistido, fazendo atividades divertidas, vai tirar um cochilo, ou seja, não será um sacrifício para eles nem cansativo, então não precisa se culpar. Escolha uma escolinha que te atenda e faça uma boa adaptação com seu pequeno (isso é bem importante).

 
Seria ótimo que a nossa licença maternidade fosse de três anos (ou será que ficaríamos loucas? rs...), como no Canadá, mas não é. Então, temos que pensar que estamos fazendo o nosso melhor... até porque acredito que estamos mesmo.

bjm,
Cidália