Como retirei a fralda diurna e noturna da minha filha?

A retirada da fralda da minha pequena pequena foi bastante tranquila, bem menos trabalhosa que do pequeno (por isso o post é bem curtinho). Acho que menina é mais contida mesmo, sei lá...

Quando ela fez 1,8 anos a escola sugeriu que começássemos o processo, então fomos! 

Como era o mesmo colégio que meu filho as etapas foram as mesmas:


  • 10 calcinhas por dia (50 por semana)
  • mais roupas por dia
  • retirar em casa e não colocar mais

Em umas 2 ou 3 semanas ela não estava mais fazendo xixi na roupa e até já pedia para ir ao banheiro. Mas chegando lá, quase sempre fazia na roupa, não dava tempo de abaixa a roupa. Também faz parte. No caso dela, o cocô foi acompanhou todas as fases do xixi.

Ela também quis me imitar, lemos livros para ela (esse aí), ela via o irmão mais velho fazendo cocô e foi mais rápido até.

Ela pede para ler essa história até hoje, aos 3 aninhos

Mas o que realmente nos pegou de surpresa foi a retirada na fralda noturna, que geralmente leva mais tempo para ser retirada. No segundo ou terceiro dia de fralda diurna ela não aceitou mais a fralda noturna.

No início fiquei assustada porque achei que era cedo demais, que EU podia estar forçando a barra, mas conversei coma psicóloga da escola e ela disse que cada criança tem seu tempo e que o dela poderia ser um pouco mais acelerado mesmo.
É engraçado, quando a criança demora em alguma fase ficamos preocupadas, quando anda rápido demais também! É isso aí.. ser mãe é assim mesmo.

Mas achei interessante registrar isso para dizer para as vocês, mazinhas de filhos apressadinhos, que isso acontece mesmo. Hoje ela tem 3 anos e nenhum trauma com isso. A única coisa que pega é o famoso 'xixi na cama', mas isso é assunto para outro post.

Se você perdeu algum detalhe, sugiro que leia o post da retirada da fralda do meu filho, que aconteceu primeiro e foi diferente, ou seja, tem mais detalhes.

bjim,
Cidália

* Este post não é publieditorial

Nenhum comentário

Postar um comentário