Como amamentar?

Outro pavor da mulherada quando fica grávida, né? Para algumas mulheres é mais difícil mesmo, dói, o peito racha, arde, sangra. Mas isso tudo pode ser evitado porque, muitas vezes, estamos fazendo alguma coisa errada. Fiz alguns posts aqui no blog sobre esses temas. Dá uma lida pra ajudar.

Neste post vou tratar de como amamentação. Minha experiência foi muito tranquila, apesar de sempre ter amamentado menos do que eu gostaria. Nunca tive muito leite. Comi canjica, milho, 30 litros de água, mingau e aveia tudo que todos dizem que é bom pra produzir leite, e nada! Ok, descobri que há mulheres que são assim mesmo. Meu filho amamentei até os 3 meses, minha filha até os 5 meses. Queria ter ido mais longe, mas não deu.

Apesar de pouco tempo, aprendi muitas lições. Aí vão elas:

1. Onde amamentar? Recomendo que em um lugar tranquilo. Dar de mamar pra um bebê no meio da cozinha com todos conversando alto, gritando e com cheiro de comida não é nada agradável. O bebê (e você também) pode ficar irritado e, com isso, mamar menos. Não é frescura, um lugar calmo faz mesmo a diferença.

2. Preciso de uma cadeira de amamentação? Olha, precisar, precisar você não precisar, mas recomendo.

A minha era uma dessas
 É muito desconfortável você amamentar na cama, por exemplo. Suas costas vão doer rapidinho porque você ficará muito curvada para frente. Essa inclinação para frente toda  mulher já faz naturalmente para dar o peito, mas com a cadeira você fica mais confortável, consegue relaxar os ombros e ainda tem o apoio para os braços (fundamental e que na cama você não tem). Lembre-se também de que você passará horas amamentando, um pouco de conforto nesse momento gostoso é fundamental para não ficar toda quebrada depois, né? Acho tão importante que, como não tinha espaço pra uma cadeira no quarto do meu filho, coloquei-a na sala. Recomendo fortemente.

3. Preciso de uma almofada? É bom, viu? Você vai precisar levar o bebê até o seu peito, e não o peito até o bebê. 

Com a almofada você não sobrecarrega seus braços com o peso do bebê. Parece levinho, mas com o tempo cansa! Quando você tiver mais prática, e o bebê estiver maior, talvez você nem precise mais das almofadas, porque será mais fácil para ele alcançar o seio. Facilite sua vida, à vezes um recurso como este faz toda a diferença em você ter uma boa e uma má experiência com a amamentação. Usei aquelas em formato de meia lua, tipo essa daqui:

Ela é boa porque o bebê fica bem encaixadinho.






4. Em que posição o bebê deve ficar? Para que a amamentação dê certo, o bebê precisa abocanhar uma boa parte do seio, não só a pontinha. Ele terá que estar com a cabeça ligeiramente inclinada para trás, assim o que se aproxima antes é o queixo dele, não om lábio superior.

Antes de colocar o bebê no peito, dê uma "molhadinha" no seu bico e na aréola com seu próprio leite. Assim, quando os lábios do bebê encostarem no seu peito, por reflexo ele automaticamente abre o bocão.

Quando aproximar o bebê, com a cabecinha um pouco inclinada para trás, e ele abrir a boca, coloque-o rapidamente no peito, lembrando-se de posicionar o lábio inferior a uma boa distância da parte de baixo do mamilo. Se precisar, ajude-o a abrir um bom bocão puxando um pouco o queixo dele para baixo, com delicadeza. Usei muito essa puxadinha e funciona mesmo. Se ele estiver mamando errado, dá essa puxadinha que você vai sentir um alívio na hora da dor. Você pode fazer isso mesmo que ele já esteja mamando, para entrar mais peito ainda na boca dele.

O bebê fica com a boca de peixinho, ou seja, com o lábio de baixo "enrolado" para fora. Dessa forma a sucção é muito mais eficaz.

Bico de peixinho

Veja que na foto os lábios do bebê estão bem abertos e a auréola quase não está aparecendo. Assim é só prazer na hora de dar o peito.

Para mim, tudo isso fica muito mais fácil quando você tem uma cadeira para amamentar e uma almofada.


5. Em que posição EU devo ficar? Não é apenas o bebê que tem de se sentir bem na hora da mamada, a mãe também. Há várias posturas bacanas, experimente todas e escolha a melhor para você.

Note os pontos amarelos

http://giovannacarvalho.wordpress.com

http://giovannacarvalho.wordpress.com

http://giovannacarvalho.wordpress.com

http://giovannacarvalho.wordpress.com

http://giovannacarvalho.wordpress.com

6. Dicas de outro:

• Deixe sempre um copo de água ao alcance da mão para não ter de interromper a mamada. Dar de mamar dá muita sede;

• Traga o bebê até a mama em vez de levar a mama até o bebê;


É isso, espero ter esclarecido um pouquinho.


Xero,
Cidália


p.s.: 1. Fontes: brasil.babycente.com.br.
        2. Lembre-se sempre de consultar seu médico para mais detalhes, ok?


Nenhum comentário

Postar um comentário