Cintas pós parto

Devo usar cinta depois do parto? Qual a melhor cinta?

Olha gente, não sou médica nem nada (e consulte o seu antes de mais nada), mas eu acho super válido usar uma cinta. Vou contar o como foi para mim.

Usei cinta nos três primeiros meses das minhas duas gestações. E achei sensacional. Primeiro porque quando eu saí da maternidade, minha barriga não voltou logo a ser como antes, demorou para abaixar. Fica um buraco, um vazio lá dentro. E a cinta ajudou muito, não tinha a sensação de que a barriga ia cair, sabe? 

Além disso, como estava um vazio lá dentro, eu não tinha muita segurança em fazer os movimentos e a cinta bem apertadinha me proporcionou maior mobilidade.

E usei bem apertadinha mesmo. No início incomoda um pouco, mas você se acostuma rapidinho. Não sou especialista, no entanto achei que minha barriga voltou ao tamanho normal mais rápido, quando me comparei com minhas amigas que optaram por não usar.

Preto no branco: dá mais trabalho (tirar e colocar toda hora – não usava para amamentar, por exemplo, porque era desconfortável), incomoda um pouquim, aperta mesmo, mas depois dos três meses você vê que sua barriga já está como antes. Fabuloso! E nem é tanto tempo assim, não é? São 3 meses pra você ter a barriga no jeito que era antes para o resto da sua vida, não vale à pena o sacrifício? Pornto, vou usar a cinta e vou ter barriga de tanquinho. Não, né gente! Sua barriga vai voltar a ser como antes, mas cá entre nós, ainda assim precisamos continuar cuidando da alimentação e fazendo atividade física. A cinta é boa, mas não milagrosa.

Que cinta usar? Primeiro comprei aquela cinta com colchetes (fotos abaixo) para fechar nas costas e/ou no meio das pernas, mas quando fui experimentar não consegui fechar aquele negócio sozinha. Achei muito difícil: tinha que me abaixar e estava cheia de pontos (doía), não via os colchetes entre as pernas para poder fechá-los, olha uma complicação.

Não gostei desse tipo

Não gostei desse tipo

Foi ai que trocando figurinhas (para variar) com uma amiga, ela me indicou uma cinta utilizada para o pós-operatório de quem faz abdominoplastia. Essa aí:

Olha como é o velcro


Você pode regular até onde conseguir

Ela é toda de velcro e não tem colchetes. Isso facilita muito nossa vida de mulher-cheia-de-pontos (tive duas cesárias) porque basta achar o ponto que você quer e grudar. Outro aspecto excelente é que ela pega apenas a barriga, nada vai entre as pernas, não tem alças, uma facilidade para o corre corre que é amamentar e fazer as outras coisas. 

Percebi que quanto menor a cinta, mais fácil de você poder colocá-la sozinha e mais fácil de usar. Não sei vocês, mais me dá uma preguiça de usar essas coisas difíceis de colocar, de tirar, de lavar, afff... prefiro sempre às mais práticas (quando elas existem). Como disse, não sou médica, mas se tivesse que recomendar uma cinta por boa experiência pessoal, indicaria essa.

Comprei-a numa loja que vende produto pós-operatório mesmo (pra quem está em Brasília, encontrei na rua das farmácias, 102 Sul). Não achei cara (custou uns 70 reais em 2009), e comprei uma para cada gravidez. É que o velcro vai perdendo o poder de ‘grudar’ com o tempo, rs. 

O chatinho dela é que pega um pouco na parte de baixo do peito porque vai subindo com o passar do dia e dos seus movimentos. Por isso tirava para amamentar. Também não dormia com ela, recomendação médica. E às vezes ficava incomodando bem próximo dos pontos, na parte de baixo.

É isso meninas, ajudou? Espero que sim.

Tem dúvidas? Escreve pra mim. 

Xero,
Cidália 

Nenhum comentário

Postar um comentário