Caixa de colagem

Essa é outra ideia que acho fantástica e queria compartilhar com vocês.

Um belo dia de frio e chuva não tinha absolutamente nada para fazer com as crianças em casa. Foi ai que tive a brilhante ideia de fazer uma caixa de colagem. É bem simples: você pega uma caixinha bem bonita (no meu caso forrei essa aí da foto com papel contact) e coloca tudo que elas podem precisar para fazer uma bela colagem. 

Na minha caixa tinham: 
  • Cola colorida, branca e com gliter
  • Palito de picolé
  • Palito de fósforo
  • Clips coloridos
  • Recortes de jornal (frutas, pessoas, letras, animais, formas e tudo mais)
  • Tesoura
  • Durex
  • Aqueles recortes feitos com furadores fofinhos
  • Folhas coloridas
  • Botões
  • Feijões, milho de pipoca
Daí eles se esbaldam na criação. Claro que com o tempo, e as chuvas, fui inserindo aos poucos itens novos para as colagens. Na primeira vez, usei o que tinha em casa mesmo.




Eles também usam giz de cera e muitas folhas em branco para soltarem a criatividade (gosto de usar as folhas A3 porque são maiores). Costumo cobrir a mesa (no chão faz meleca demais) com uma folha de papel parto ou um saco de lixo limpo e aperto.




Depois de tantas folhas coladas, desenhadas e caprichadas faço sempre uma exposição de artes, literalmente. Em uma parede de destaque da casa, fixo as ‘obras’ (depois de secas) com fita crepe (para não estragar a pintura na hora de retirar) e fazemos um lanche para comemorar! Elas adoram.

Varal criativo
Deixo as obras expostas por 1 ou 2 semanas... as crianças se sentem valorizadas. Mostram para todas as pessoas que vão nos visitar. Também já fizemos as obras e convidamos os avós para o ‘lanche artísticos’, um sucesso!

Depois as caixas de colagem (fiz uma para cada um) ficam lá na mini biblioteca que montei para eles, sempre ao alcance para quando quiserem criar novamente.

E ai, gostou? Experimente também!

Xero,

Cidália

Nenhum comentário

Postar um comentário