A pega do bebê

Não tive nenhum problema com a pega dos meus bebês. Meu peito nunca rachou, assou ou ardeu. No início (claro!) você sente um incômodo, mas é porque você não está acostumada.


Também nunca preparei meu peito: tomar sol, passar bucha, pomadas, etc. Não fiz nada disso. Explico aqui o que fiz para meu peito não rachar.


Mas uma coisa que com certeza doía era quando meus pequenos pegavam de maneira errada no bico do peito para mamar. Nossa, doía muito. Sentia uma ardência quando o bebê sugava. Na minhas leituras, descobri que essa sensação de ardência se dá por que o bebê está chupando seu peito de maneira errada. Ele está com a pega errada como se diz.


O correto é quando a boca do neném está bem aberta, que envolve toda sua auréola. Normalmente os bebês fazem o bico de peixinho, um biquinho bem pequeno que abarca apenas o bico do peito. Isso dói! E muito. Veja aí a comparação entre as duas pegas:





O melhor jeito de saber se a pega está certa é ver se está doendo. Se estiver doendo, é sinal que a pega está errada, e é preciso começar tudo de novo. Senão, o bebê pode acabar fazendo muita força para mamar e mesmo assim não sai leite suficiente. Ele não ganha peso e ainda machuca seu peito.

A gengiva inferior da criança nunca tocará o seu seio, porque a língua estará entre os dois, e a parte de cima da boca dele não deve se mexer, só a parte de baixo (por isso é possível continuar a amamentar mesmo depois que seu filho já tenha dentinhos).

E, por fim, paciência meninas! É difícil mesmo no começo. Lembre-se que você está aprendendo a amamentar e seu está aprendendo a mamar.

Escrevam perguntado mais, ok? Adoro responder vocês. Xero...





p.s.: escute  e recorra sempre ao seu médico, ok?


Xero,
Cidália

Nenhum comentário

Postar um comentário