Natação desde bebê


Muitos são os especialistas que afirmam que a natação desde bebê é um benefício e tanto para os pequenos. Dentre eles posso citar:



"Esse esporte contribui para desenvolvimento do ser humano integral, nos aspectos cognitivo, emocional e social. Também é incontestável a eficácia e a eficiência da natação para a melhoria do aspecto físico e da postura essenciais para o desenvolvimento motor do bebê"

"Crianças iniciadas em um programa de adaptação ao meio líquido em idade pré-escolar têm um rendimento mais satisfatório em seu processo de alfabetização"

Este post é para dividir minha experiência pessoal com isso, até porque não sou médica nem nada, né? Bom, meus pequenos fazem natação desde 8 meses e eu só vi benefícios. Eles sempre fizeram natação no sábado pela manhã. No início achava a frequência muito baixa (1x por semana), mas era o único horário que eu podia, então era melhor do que nada. Com o tempo, e a evolução dos treinos, dei valor a essa veizinha por semana porque deu bons resultados.

Eu dividiria a natação em duas fases: até mais ou menos 2,5 anos, quando a criança faz natação acompanhada de um adulto na piscina, e depois disso, que é a natação propriamente dita, ou seja, eles vão aprender a nadar.

Bem no comecinho da primeira fase o que achava mais legal era o fato de eles chegarem em casa mortinhos de cansaço e, depois do almoço, dormiam que só. Mas depois de algumas comparações com outras crianças que não faziam natação (e comparações são fatais, não recomendo), percebi que eles se equilibravam melhor, se sentiam mais seguros perto ou dentro da água, tinham um melhor controle da respiração, e, especialmente, não tinha medo de água. Depois comecei a observar que muitas crianças, apesar de gostarem e quererem entrar na piscina, têm mesmo, muito medo. Os pequenos que fazem natação desde cedo não têm esse medo. Quando se começa a nadar mais tarde um pouquinho, depois de 1 aninho, também há um certa resistência no início, mas passa logo. O exemplo dos outro coleguinha ajuda muito. Depois isso é só alegria porque, nunca vi, criança adora água.

Na segunda fase, quando eles entram sem o adulto, é aí que eles começam mesmo a fazer aqueles exercícios para aprender a nadar mesmo: usam a prancha, fazer crawl na borda, aprendem a respirar, a movimentar corretamente os braços e pernas, essas coisas. Claro que no meio disso tudo tem muita música e brincadeiras, afinal são crianças. Mas é aquela brincadeira bem lúdica, sabe?

Fiz algumas viagens e pude percebe, na piscina dos hotéis, como é importante uma criança saber nadar, ou pelo menos saber como não se afogar. Vi muitos pais passando o maior aperto, sempre ao lado do filho na piscina, dizendo ´só entra se o papai entrar´, a criança cheia de boias. Não é porque seu filho faz natação você pode deixa-lo sozinho na piscina, não! Sempre alerta, até porque ele está começando nessa vida de nadador. Mas você sente que a criança está à vontade dentro d´água e segura também porque ela sabe o que fazer e quais são seus limites naquela piscina. Ela não tem mais medo da água, e sim respeito por ela. Com a natação, o pequeno desenvolve certo senso de responsabilidade de si mesmo, do seu espaço, dos seus limites e isso dá um pouquinho de independência para eles e para nós, pais. Mas é claro que nunca tirei os olhos de um filho meu dentro da água, mas sei que ele pode ir até o meio da piscina sozinho e voltar sem problema algum.
Então, mazinhas de plantão se seu pequeno ainda é um bebê, recomendo fortemente que o matricule na natação. Se ele é maiorzinho também. Antes tarde do que nunca, e esses meninos pegam tudo rapidinho você vai ver os benefícios.

Antes de terminar o post, queria dizer uma coisa por assim dizer, ´politicamente incorreto´: cansa muuuito!! Há cinco anos faço natação todos os sábados pela manhã: primeiro com o mais velho (que já está na fase de entrar sozinho) e agora com a mais nova. Pra falar a verdade estou até enjoada já. Mas não largo o osso. Vi os benefícios que a natação trouxe ao meu mais velho e quero fazer o mesmo com a pequena, mas que nem tão cedo vou me matricular numa aula de natação para mim, ah, isso sim! Rs.

Espero ter ajudado, um xero,

Cidália

Nenhum comentário

Postar um comentário